Portal da Fraternidade Maçônica

Oh, Quão bom e Quão suave é que os Irmãos vivam em união! … (Salmo 133)

Sessão Magna de Exaltação do Irmão Janaelson

Aconteceu nesta quinta-feira, 30 de outubro, na ARLS Lealdade Cotinguibense, nº 2142, Sessão Magna de Exaltação ao Grau de Mestre Maçom do Irmão Janaelson de Souza Almeida.

Logo após foi servido um coquetel aos presentes e alis estavam Irmãos visitantes, cunhadas e parentes.

No momento o Irmão Manoel Milstein, recebeu das mãos do Irmão Alvino Dutra, medalha de Mestre Maçom, Certificado e Carteira de Identificação.

Veja algumas fotos do evento.

Fotografias: Irmão Alberto Mesquita

MOTOCLUBE BODES DO ASFALTO FUNDA LOJA CAVALEIROS DE AÇO EM GOIÂNIA

Em exercício do cargo de Grão-Mestrado Geral, o Sapientíssimo irmão Barbosa Nunes compareceu à sessão de 13 de outubro da loja “Acácia Brasiliense”, de Goiânia,  conduzida pelo Venerável Mestre Gilmar Mendes, tendo ao seu lado o ex-Venerável Nivaldo Soares de Brito, com a presença do representante do Eminente Grão-Mestre Estadual, Luís Carlos de Castro Coelho, Irmão Naylor Oliveira, Secretário da Guarda dos Selos do GOEG.

99 Irmãos se reuniram ritualisticamente ,quando foi lida a Ata de Fundação de uma nova Loja, com o nome de “Cavaleiros de Aço”, integrada por Irmãos do GOB-Goiás que fazem parte do “Moto Clube Bodes do Asfalto”. Exerce o Veneralato enquanto a Carta Constitutiva não é expedida, o Irmão Wolney Vieira Barros, que se encontrava prestigiado por 73 maçons denominados “Bodes do Asfalto”. A Loja Maçônica Acácia Brasiliense tem no seu Quadro 3 Irmãos participantes do clube, o Venerável Mestre Gilmar Mendes, Abel Araújo Filho e Gustavo Morbeck, que junto com o Irmão Adailton, são os Coordenadores do Moto Clube em Goiás e Goiânia.

Prestigiaram a sessão o Secretário Geral Adjunto da APJ Jeronimo Costa, Conselheiro Estadual Evódio Bernardino, vários Veneráveis Mestres e um grande número de Irmãos da Sereníssima Grande Loja Maçônica do Estado de Goiás.

O irmão Naylor de Oliveira, transmitiu a mensagem de apoio integral do Grão-Mestre Luis Carlos de Castro Coelho à nova célula nascida em clima de profundo compromisso e entusiasmo. Transmiti meu reconhecimento e li a Resolução da Soberana Assembleia Federal Legislativa que oficializou como entidade de utilidade maçônica, o Moto Clube Bodes do Asfalto em todo o território brasileiro. E concluí minhas palavras afirmando que as cunhadas que acompanham seus esposos pelo Brasil afora e que na sede da Acácia Brasiliense se encontravam portando colete da instituição, formam com os Irmãos um grupo altamente divulgador e praticante de ações sociais, filantrópicas e culturais. Parabéns nova Loja “CAVALEIROS DE AÇO”.

SOBERANO GRÃO-MESTRE NOMEIA MINISTROS

 

Por homologação da Soberana Assembleia Federal Legislativa e decretos datados de 30 de setembro de 2014, o Soberano Grão-Mestre Marcos José da Silva, homologou indicação e recondução dos irmãos AMARO CARLOS DA ROCHA SENA, HÉLIO BEBIANO, SÉRGIO RUAS, ANDRÉ LUIZ MORAES RISO, NELSON AFONSO DOS REIS, CLÓVIS MOURA DE SOUSA, EDVALDO FERREIRA DA SILVA E AUGUSTO MARTINEZ PEREZ, para os cargos de Ministros do Supremo Tribunal Federal Maçônico, Egrégio Tribunal de Contas, Superior Tribunal Eleitoral e Superior Tribunal de Justiça.

CUNHADAS DE SÃO PAULO, ESPÍRITO SANTO, RORAIMA E MARANHÃO

 

As Fraternidades Femininas Estaduais sempre estiveram em grande motivação, realizando eventos sociais significativos e que engrandecem o Grande Oriente do Brasil, sempre devendo contar com o apoio permanente das Lojas e dos Irmãos integrantes do quadro, bem como dos Grão-Mestres Estaduais. Estes cinco registros, cujas fotos em quantidade superior a 30, ficam a disposição para serem copiadas sobre iniciativas realizadas pelas Fraternidades Femininas dos Grandes Orientes de São Paulo, Espírito Santo, Roraima e Maranhão. Solicitamos com muito empenho que as cunhadas encaminhem para o e-mail tv@gob.org.br , dados e fotos para o registro em nossa página.

Para baixar as fotos, clique aqui.

Bolsas de Estudo: Pós Graduação

Aos Irmãos e familiares,

Em conversação com a Gestão de Pós-graduaçao da Estacio-Fase ficou viabilizada bolsas de estudo para Irmãos, Cunhadas e Sobrinhos(as).

Descrição e abrangência das bolsas de estudo:

  1. Isenção da matricula.
  2. 50% de desconto nas mensalidades.
  3. Válido para cursos presenciais na Estácio-Fase, inclusive alguns novos cursos nascidos da parceria Estácio e Harvard University (EUA).

São 02 (dois) requisitos para obtenção da bolsa de estudo após a escolha do curso:

1. Entrar em contato com a Sra Erika Vasconcelos ou com a Srta. Ana Luiza das 09:00 às 21:00: (79) 3246-8128 / Voip *3308128, e-mail: erika.vasconcelos@estacio.br,

2. Informar que foi indicado pelo Profº Jucundo.

Para maiores informações sobre os cursos de pós-graduação acesse http://pos.estacio.br/.

 

CURSOS PRESENCIAIS

ÁREA DE GESTÃO:

  • GESTÃO BANCÁRIA
  • GESTÃO DA QUALIDADE E SISTEMAS INTEGRADOS QSMS
  • GESTÃO DE QUALIDADE EM GASTRONOMIA
  • GESTÃO SUSTENTÁVEL DO TURISMO
  • LOGÍSTICA EMPRESARIAL
  • MBA EM ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA
  • MBA EM FINANÇAS
  • MBA EM GESTÃO DA SAÚDE E ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR
  • MBA EM GESTÃO DE PROJETOS
  • MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL
  • MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS

 

 ÁREA DE SAÚDE:

  • TREINAMENTO E BIODINÂMICA APLICADA A SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA
  • BIOMECÂNICA E FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO
  • EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR
  • ENFERMAGEM DO TRABALHO
  • ENFERMAGEM EM EMERGÊNCIA
  • ENFERMAGEM NEONATAL E PEDIÁTRICA
  • ENFERMAGEM OBSTÉTRICA
  • SAÚDE MENTAL E ATENÇÃO PSICOSSOCIAL
  • SAÚDE PÚBLICA – POLÍTICA, PLANEJAMENTO E GESTÃO

 

ÁREA DE DIREITO:

  • DIREITO CIVIL E PROCESSO CIVIL
  • DIREITO E PROCESSO DO TRABALHO E DIREITO PREVIDENCIÁRIO
  • DIREITO IMOBILIÁRIO
  • DIREITO PENAL E PROCESSO PENAL
  • DIREITO PÚBLICO: CONSTITUCIONAL, ADMINISTRATIVO E TRIBUTÁRIO

 

ÁREA DE EDUCAÇÃO:

  • DOCÊNCIA E GESTÃO DO ENSINO SUPERIOR
  • EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
  • PEDAGOGIA EMPRESARIAL ESTRATÉGICA

 

ÁREA DE TECNOLOGIA:

  • ADMINISTRAÇÃO E SEGURANÇA DE SISTEMAS COMPUTACIONAIS
  • MBA EM GOVERNANÇA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

 

Fraternalmente,

Ir.’. José Jucundo da Silva Júnior – Mestre Maçom
ARLS
Professor José de Alencar Cardoso nº 2.130.

Nota de Falecimento.

Com muita tristeza registramos a passagem para o mundo espiritual do fraterno irmão Jácio Geraldo Costa, ocorrido nesta segunda-feira, 13/10/2014, maçom da Loja Capela Aparecidense, integrante da administração do Grande Oriente do Estado de Goiás, com largo relacionamento no Fisco Estadual e sociedade goiana, ocorrido hoje às 8 da manhã.

O velório está acontecendo no Cemitério Jardim das Palmeiras, com sepultamento marcado para as 17 horas no Cemitério Santana. As homenagens maçônicas com os irmãos trajados conforme a exigência, serão prestadas a partir das 15:30 horas.
Vá com Deus, Jácio. Nossos sentimentos à família que você soube muito bem encaminhar na vida.

FALECIMENTO.Com muita tristeza registro a passagem para o mundo espiritual do fraterno irmão Jácio Geraldo Costa, ocorrido nesta segunda-feira,, maçom da Loja Capela Aparecidense, integrante da administração do Grande Oriente do Estado de Goiás, com largo relacionamento no  Fisco Estadual e sociedade goiana, ocorrido hoje às 8 da manhã, O velório está acontecendo no Cemitério Jardim das Palmeiras, com sepultamento marcado para as 17 horas no Cemitério Santana. As homenagens maçônicas com os irmãos trajados conforme a exigência, serão prestadas a partir das 15:30 horas.<br /><br />
Do irmão Jácio, guardo sempre seu apreço como leitor e comentarista dos artigos que publicamos e na última vez que conversamos, recentemente, foi no Cemitério Jardim das Palmeiras, onde está sendo velado, quando do velório da mãe do irmão Daniel Duarte.<br /><br />
Vá com Deus, Jácio. Nossos sentimentos à família que você soube muito bem encaminhar na vida.

IRMÃO ROGER AVANZI – PALHAÇO PICOLINO HOMENAGEADO NA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO

 

No dia 09 de setembro, aconteceu uma emocionada sessão de homenagem ao irmão Roger Avanzi, que em toda sua vida levou alegria exercendo com maestria a profissão de palhaço e como maçom junto com as crianças, sempre foi extremamente acolhido.

Roger Avanzi, o palhaço Picolino, já perdeu a conta do número de vezes que foi homenageado e lembra com orgulho do dia em que ganhou cada medalha de honra ao mérito. Todo esse reconhecimento, porém, foi dado bem longe do picadeiro. Tinha a ver com a trajetória como maçom, nome dado aos integrantes de uma ordem iniciativa e filosófica. “Integrei a ordem durante a Segunda Guerra Mundial, por intermédio de um tio”, conta o artista de 88 anos. Em breve, o retrato de Picolino vai ser pendurado na galeria de imortais maçônicos ao lado de outro circense, o palhaço Arrelia. “Acho que é por causa da minha idade.” A humildade com que comenta a homenagem esconde seu envolvimento com a maçonaria, onde possui um dos mais altos graus. “Para ser palhaço é preciso ter alma forte e nervos de aço. A maçonaria me ajudou muito a praticar isso e a melhorar internamente”, justifica. Além dos ensinamentos espirituais, a maçonaria representou uma grande ajuda ao desenvolvimento do circo no Brasil. Por funcionar como uma irmandade, os circenses integrantes tiveram, muitas vezes, facilitada a instalação de suas lonas nas cidades que contratavam suas apresentações, complementa o nosso irmão que irradia uma grande lição de vida, comportando a todos nós a fazer uma avaliação do nosso caminhar diário.

PARABÉNS IRMÃO, GRANDE IRMÃO ROGER AVANZI – PALHAÇO PICOLINO.

 

Fonte: GOBNews.

A QUEM INTERESSA A LEGALIZAÇÃO DA MACONHA?

 

Artigo do Grão-Mestre Geral Adjunto do GOB, Sapientíssimo irmão Barbosa Nunes

O Grande Oriente do Brasil, instituição histórica fundada em 17 de junho de 1822, gerada por ideais comprometidos com a Independência do Brasil, tem posicionamentos muito transparentes e públicos quanto a nossa independência política e persevera na defesa da família e da juventude com o Programa Maçonaria a Favor da Vida – Contra as Drogas.

Foi de fundamental importância a participação na aprovação da Lei “Ficha Limpa”, idealizada por este missionário maçom do GOB – Maranhão, juiz de Direito, Márlon Reis, iniciativa que retira da possibilidade de concorrer nestas eleições, fichas sujas como Paulo Maluf, Arruda e outros tantos. Continua o Grande Oriente do Brasil integrado à iniciativa do mesmo autor, já coletando assinaturas para a Reforma Política, sem a qual continuará o país no vicio de administrar por conchavos e apoios que exigem compensações, que dão origem a casos escandalosos como é rotina, sobretudo nos últimos tempos.

Maçonaria a Favor da Vida – Contra as Drogas, foi uma inspiração que Deus nos encaminhou em 1997 e na administração do Grão-Mestre do Grande Oriente do Estado de Goiás, José Ricardo Roquette, instituímos este trabalho de prevenção ao uso de drogas, posteriormente nacionalizado pelo Grão-Mestre Geral Francisco Murilo Pinto e na sequência até os dias de hoje, com forte empenho e suporte do ex-Grão-Mestre Laelso Rodrigues e do atual, Marcos José da Silva.

Há em cada unidade da Federação, denominada Oriente Estadual, um coordenador que desenvolve junto às mais de três mil Lojas, escolas e comunidades em geral, atividades de orientação e formação de multiplicadores, especialmente, junto a jovens, professores e pais.

Recentemente e simbolizando um caminhar para independência de consciência sobre o mal do uso e abuso das drogas, foi realizado mais um encontro desses coordenadores em Brasília, no Palácio Jair Assis Ribeiro, sede do Grande Oriente do Brasil, encerrado no dia 7 de setembro, data em que a Maçonaria há 192 anos foi peça decisiva na libertação do jugo português.

Ao estudo durante este encontro compareceram especialistas das áreas de saúde, psicologia, direito, assistência social, segurança pública, empresarial, educação e profissionais liberais, que praticam em seus estados a missão continuada em todas as Lojas Maçônicas à promoção da prevenção primária ao uso e abuso de drogas, através da integração família, escola e comunidade, capacitando multiplicadores para melhor qualidade de vida.

 

Ouviram o sociólogo norte americano Kevin Sabet, que durante dois anos foi assessor do presidente Barak Obama, para o mesmo tema, em projeção enviada pelo conhecido médico Ronaldo Laranjeira, presidente da Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina e palestra de encerramento da Secretária Nacional de Segurança Pública, cunhada Regina Miki, ambos muito preocupados com a possibilidade da legalização da maconha em nosso país.

A estrutura de Maçonaria a Favor da Vida é composta pelo Grão-Mestre Geral Marcos José da Silva, Coordenação Nacional sob nossa diretriz e Coordenadores Estaduais, em todas as unidades da Federação, sem exceção, formando uma malha profundamente atuante neste assunto que preocupa muitos pais, lamentavelmente, atraindo jovens e de forma enganosa, procurando convencer adultos de que o uso de substâncias químicas que provocam dependência, pode ser controlado pelo próprio usuário.

Para demonstrar a seriedade, empenho e abrangência desses Coordenadores Estaduais, aqui os identificamos, estado por estado: Marcondes Freire Montysuma (Acre), José Antônio Soares Campos (Alagoas), Luiz Carlos Pinheiro Borges (Amapá), Paulo José da Costa Santos (Amazonas), Veruschka Hana Sakaki Monteiro (Bahia), José Demontier Guedes (Ceará), Marco Antônio de Sousa Silva (Distrito Federal), Júlio Cesar Randow Santana (Espírito Santo), Alberto Alves de Oliveira (Goiás), Carlos Wilson Rolim de Castro (Maranhão), Hélio Marcelo Pesenti Sandrin (Mato Grosso), Sérgio Luiz Gonçalves (Mato Grosso do Sul), João Bosco da Costa Paz (Minas Gerais), Augusto Roberto de Castro Simões (Pará), Guilherme Travassos Sarinho (Paraíba), Milton Batista Mendes (Paraná), Marcelo Geovane Albuquerque Rocha (Pernambuco), Paulo Roberto de Araújo Barros (Piauí), Robinson Botelho de Faria (Rio de Janeiro), Newton Mousinho de Albuquerque (Rio Grande do Norte), José Luiz Kloeckner (Rio Grande do Sul), Nilton Gonçalves Kisner (Rondônia), Raimundo Nonato Rodrigues Coelho (Roraima), Otávio Tadeu Aguiar Andrezzo (Santa Catarina), Helsi Negrão Fazzio Júnior (São Paulo), Pedro Jorge Pinho Nogueira (Sergipe), Joaquim Cesar Schaidt Knewitz (Tocantins).

Após discutirem e aprofundarem o estudo com muito equilíbrio, sensatez e primando pela linha orientativa do Grande Oriente do Brasil, em defesa da família produziram um documento de posicionamento quanto ao projeto em tramitação no Congresso Nacional, com relatoria do senador Cristovam Buarque, diante da possível legalização da maconha no Brasil, fundamentados, sobretudo, na força econômica da indústria do álcool e do cigarro, referindo-se a uma possível industrialização da maconha que será conduzida por este mesmo setor empresarial.

Documento recebido e apoiado pelo Grão-Mestre Geral Marcos José da Silva que será remetido aos Grão-Mestres Estaduais, Veneráveis de Lojas e oficial e pessoalmente ao senador relator. Eis o seu texto integral:

“Os Coordenadores Estaduais do Programa Maçonaria a Favor da Vida – Contra as Drogas, reunidos em Brasília, Distrito Federal, nos dias 5, 6 e 7 de setembro de 2014, na sede do Grande Oriente do Brasil, recomendam, de forma uníssona, ao Grão-Mestre do Grande Oriente do Brasil, o posicionamento contrário da Potência à legalização do uso da maconha ou qualquer outra substância entorpecente ilícita, sob qualquer pretexto, salvo pesquisas científicas na área da saúde.

Relativamente à legalização da maconha, compreendem os signatários, reverter-se em falsa premissa, a ideia que a legalização referida aplacaria o tráfico, na medida em que a figura do traficante continuaria existindo, desta feita, com a agravante de concorrer com o Estado, vendendo de subterfugio a droga referida a preço módico.

Ademais, como é cediço, somente 3% (três por cento) da população brasileira consta usar a droga em apreço, importando a legalização combatida em perigoso acesso à juventude brasileira à droga em comento, mormente com a consciência de que um em cada seis garotos que começam a usar a citada droga na adolescência fatalmente se tornará um dependente, com gravíssimos riscos à sua formação corpórea, posto que seu cérebro só fica completo por volta dos 21 (vinte um) anos, pelo que vulnerável a exposição ao tetrahidrocanabinol (THC), um dos principais componentes da maconha, podendo, por isso, ter diminuída sua capacidade cognitiva.

É importante, pois, questionar: A quem interessa a legalização?”